BellaClub Article Cover
créditos: Reprodução

FOMO ou JOMO?

Férias é aquela época esquisita, que muitas vezes não estão todos de férias, ou ainda os que estão de férias só querem exibir nas redes sociais suas viagens, os presentes dados e recebidos, os lugares paradisíacos que se encontram e muito mais. Nestas horas, temos duas opções: deixar as redes sociais de lado e viver nossas próprias vidas ou ainda não se importar com nada disso e ainda curtir tudo aí!

Existem nomenclaturas usadas para essas tais patologias modernas, essas fobias e ansiedades que causam uma angústia e a sensação de estar sofrendo com a vida alheia assistida nas redes sociais. Este é um grande problema na atualidade, na qual as pessoas se menosprezam por ficarem se comparando com a vida dos outros.

Você já ouviu falar em FOMO? Talvez não somente ouviu, como também já sentiu. A palavra, que vem do inglês “fear of missing out”, que nada mais é do que aquele medo de estar perdendo algo, de ficar de fora das coisas que estão acontecendo. Geralmente, ou quase sempre, está relacionada com esta tal comparação com a vida das outras pessoas por causa das redes sociais. Tente imaginar: você em casa após um dia cansativo de trabalho, sem aquelas férias longas, sem dinheiro extra para gastar e assistindo seus amigos nas redes sociais em férias incríveis, viagens exóticas, resorts fantásticos. Como você se sente? Angustiado? Impotente? Ou nem aí?

Se você realmente não se importa, ou ainda vibra com a conquista das outras pessoas, você está em um nível mais elevado, conforme os especialistas nestas fobias sociais. Você já se encontra no JOMO (joy of missing out), você se sente feliz de não estar presente e ainda mais feliz na sua pele, de estar onde você está, ou melhor, onde você escolheu estar. Estas pessoas vibram com a felicidade alheia e acreditam que são merecedoras, sem ficar se comparando ou pior, menosprezando-se por não estar em outro lugar que não seja o seu atualmente.

O medo de estar perdendo a “vida” tem levado as pessoas a fazerem loucuras, como dívidas e até suicídio. Não acompanhar o ritmo da sociedade e sentir-se deslocado são problemas sociais bem comuns que quando se agravam trazem grandes consequências. As próprias crianças, com o acesso à Internet e o conteúdo de vídeos, estão sempre em contato com brinquedos, lançamentos e conteúdo preparado para estarem o tempo todo pedindo aos pais para adquirirem tudo isso. Já estão crescendo nesta fobia de não perder nada. E nós, da antiga geração, observando e tentando sempre minimizar estes estragos.

O que vale lembrar é que nem sempre o que estamos vendo nas redes sociais é verdade. Não me interpretem mal, mas muitas vezes é algo do momento, ou ainda as pessoas que praticamente produzem aquela foto para aquele momento. Nem sempre tudo que está ali é real. Pode ser uma viagem simples, mas que no momento teve algo surpreendente. Pode ser que alguém tenha economizado muito para estar ali e quer dividir com seus amigos virtuais aquela conquista. Pode ser até mentira, ou seja, aquela pessoa está mesmo é em outro lugar, quem sabe assim como você, em casa no sofá. Então nada de sentir-se menor, de comparar-se com o que está acontecendo nas redes sociais. E caso você realmente sente-se diminuído com algo, o melhor é levantar-se e ir à luta, em busca das mesmas conquistas. Afinal, isto pode ser o que falta para você alcançar o seu tão sonhado JOMO pessoal!


Mariana Goulart


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Edições Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha