créditos: Bella da Semana

A melhor trilha que eu não fiz

Era um sábado bem quente de verão, dia lindo! Eu levantei da cama cheia de energia, radiante, tomei um banho gelado, lentamente, passando espuma em cada parte do meu corpo, que já estava totalmente bronzeado! Depois do banho, mandei uma mensagem para o Fernando, um cara com quem eu conversava havia algum tempo, convidei ele para fazer uma trilha, então combinamos que ele passaria na minha casa logo após o meio dia. Nós ainda não havíamos nos conhecido, mas acredito que assim como eu ele também estava ansioso, principalmente porque já havíamos conversado sobre muita coisa, e sempre o provoquei, de forma sutil, sem deixar claro qual era minha intenção.  Coloquei um short curtinho e um top, com as costas bem á mostra, fiz questão de deixar meus cabelos soltos, passei protetor solar e depois um creme bem cheiroso. Vaidosa como sempre!

Eu já estava pronta, quando ouvi um carro chegar, era ele. Eu já estava com pensamentos maliciosos, mas quando ouvi a voz mais grossa, barba por fazer, fiquei ainda mais instigada. Quando nos vimos logo abrimos um sorriso, nos cumprimentamos, entrei no carro e fomos em direção à trilha, conversa leve, descontraída.  O caminho até lá foi um pouquinho longo, então decidi que não queria esperar até ele tomar a iniciativa de ficar mais próximo de mim. Coloquei a mão na perna dele, de forma suave, fiz um leve carinho da perna até chegar perto da virilha e subi pela nuca, passando a mão cabelos, tudo de forma muito sutil, ele retribuiu, em silêncio.

De repente o céu começou a nublar, e quando chegamos no local da trilha já estava chovendo, saímos do carro, ainda esperançosos, mas a chuva só ficava mais intensa. Eu estava de costas pra ele observando a chuva molhar o asfalto e adorando aquela sensação das gotinhas molhando meu rosto. Então ele me segurou por trás, pela cintura, me puxou pra perto dele, colocou meus cabelos pro lado e beijou minha nuca lentamente. Me virei de frente pra ele e beijei sua boca, deixando transparecer meu desejo de ter um pouco mais. Então, sussurrei no seu ouvido: “Quero sentir seu corpo mais perto do meu!”.

Entramos no carro, com nossos corpos molhados, a chuva caia forte lá fora. Eu sentei no seu colo, de forma a ficar de frente pra ele, e em quanto beijava sua boca rebolava lentamente, provocá-lo me deixava ainda mais excitada! Tirei sua camiseta, e beijei seu peito, fui descendo até chegar perto do botão do short, abri lentamente, beijei até a virilha, então simplesmente parei, e voltei a beijar sua boca, eu sabia que ele já estava maluco. Então ele sussurrou no meu ouvido, pedindo para que eu fosse para o banco de trás, assim eu fiz, me apoiei no banco, ficando de quatro pra ele, com o bumbum bem empinado. Então ele beija minhas costas e vai descendo até meu quadril, eu já estava toda molhada, quando ele colocou dois dedos dentro de mim, enquanto beijava meu bumbum.

Suas mãos eram grandes, e me apertavam, me excitava, eu gemia me deliciando com os movimentos da sua língua com seus dedos, mas sinceramente, não via a hora de sentir ele dentro de mim. Então ele pediu “você está gostando?”, e eu respondi “eu quero você metendo em mim!”, ele me segurou pela cintura com as duas mãos, me penetrou lentamente, e a medida com que os movimentos ficavam mais intensos meus gemidos ficavam mais altos. Enquanto ele me penetrava eu tocava meu clitóris, quando senti seu dedo pressionando meu cuzinho, fazendo um leve “carinho”, então senti um êxtase se espalhar por todo meu corpo e disse: “Se você continuar assim, vou gozar!” Ele continuou, eu gozei e logo em seguida ele gozou também.  Vestimos nossas roupas, e ele me levou para casa. Quando eu estava saindo disse á ele: “essa foi a melhor trilha que eu não fiz” (risos).


Bella da Semana


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Edições Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha