Nada como um jantar chato stive em São Paulo semana passada pra uma reunião com um editor novo (amigo velho) e ele acabou me colocando na maior roubada! Me fez sair pra jantar com um amigo dele recém separado, deprimidíssimo! Algo quente num lugar frio Mini férias no Vale Nevado. Nada como tirar uns dias de férias do meu dolce far niente aqui no paraíso ao sul do Brasil pra fazer coisas divertidas em outro lugar. Viajei sozinha, como quase sempre. Farra no strip club Então... réveillon no Havaí. Exceto pelo fato que eu resolvi ir encontrar um cara do Alasca que eu conheci na Bahia. Mas o estranho não é o cara ser do Alasca ou eu o ter encontrado na Bahia: o bizarro foi eu querer encontrar figurinha repetida. Batendo continência Desde que eu vim pra Floripa, pra fazer a quinta serie, eu e minha melhor amiga Denise criamos uma tradição: sentar num banquinho da Beira Mar pra ver a corrida dos milicos. Sessão da tarde Combinei de ir ao cinema com a Gabi pra depois jantarmos “uma coisinha gostosa” e eu fui toda faceira pro shopping. Nem sei qual filme ela tinha escolhido pra gente ver, comprei os ingressos pra sessão das 16h e fiquei esperando a ruiva mais gostosa Massagem mais que relaxante Era o típico caso de ´acordei com o pé esquerdo´. Primeiro, pra que tanta chuva, senhor do céu? Era o próprio dilúvio acontecendo. Acordei atrasada, não consegui tomar da café da manhã direito, fui tomar banho e escorreguei no box, só pra come Vamos às compras Estava precisando fazer umas comprinhas e, como meus amigos não têm o horário de trabalho flexível como o meu, me aventurei sozinha no shopping. Dei umas voltas até encontrar algo de interessante em uma vitrine dessas lojas de departamentos. Ah, a Internet! Nem contei pra vocês a minha última grande aventura online! Foi há uns seis meses, quando eu descobri a existência do Chatroulette. É um site que arruma pessoas pra você conversar via vídeo e voz na internet, de maneira totalmente aleatória. Milagre no carnaval Essa época de carnaval e festerê sempre me lembra uma história muito boa. Vocês imaginam o quanto eu estava querendo tirar o atraso com todos os pintos que deixei de conhecer durante todo esse tempo. Brinquedinho sexual Fazia mais de um ano que eu e o Gabriel curtíamos umas noites a dois. Não muitas, pra não enjoar. Nossos encontros sempre foram tão quentes e intensos, que malhar no dia seguinte só à base de Dorflex. Festinha de criança Chega um período na vida em que as festas de formatura dos amigos são substituídas por casamentos e festinhas de criança. Dessa vez, era festa de 5 anos do filhinho de uma das minhas melhores amigas da faculdade, a Flora. Nove horas e meia de sexo Conheci o rapaz numa manhã despretensiosa na videolocadora. Que ele era safado deu pra sacar assim que me olhou e foi pra cabine de filmes eróticos – eu entrei e já peguei na calça dele ali mesmo. Fetiche: casamento É a história de uma terapeuta sexual que nunca teve um orgasmo (sim), e, pra tentar dar um jeito nessa badtrip, começa a frequentar, com o marido, um clube underground de Nova York chamado Shortbus, onde todo mundo trepa com todo mundo. Pool party Eis que cheguei ontem de uma semaninha despretensiosa em Estocolmo com o Mário - um executivo gostoso que eu estava faturando. Foi bacana, mas a viagem serviu pra eu perceber que ele talvez seja de fato escandinavo e deva ficar por lá. Reencontro rural Três horas de estrada de terra. A imensidão de eucaliptos é linda, mas em determinado momento, parece que alguém está segurando o “crtl c crtl v” pra sempre, como se na verdade só houvesse uma fileira de eucaliptos entre dois espelhos. Que saco. Pelo Velho Mundo Algumas vezes precisamos de um tempo, sabe... Algo novo... Mudar de ares... Às vezes uma roupa nova ou um final de semana na praia resolve; outras vezes o que realmente precisamos é dar uma guinada, enterrar velhos conceitos e começar novos planos.

Sobre o Bella Politica de Privacidade Programa afiliados Área do parceiro Publicidade Imprensa Contato RSS