Madeira, na imensidão do Atlântico
créditos: Pixabay

Madeira, na imensidão do Atlântico

Talvez um dos destinos mais recônditos da Europa e, por isso, um dos menos conhecidos. Não obstante, este arquipélago português oferece uma estrutura perfeitamente condicionada a viajantes de todos os estilos: desde os que preferem perder-se e ficar longe dos ruídos, até aos que abrem mão das comodidades e luxos turísticos de primeiro nível. Sem dúvida, um lugar perfeito para relaxar e aproveitar.

No meio do Oceano Atlântico, as ilhas de Madeira e Porto Santo são um refúgio de beleza natural. Entre o azul do mar e o verde esmeralda da vegetação se destaca o colorido exótico das flores em um arquipélago no qual dois terços de sua superfície são área protegida e onde fica o maior bosque de laurisilva do mundo.

Em um ambiente acolhedor por natureza, equilíbrio e bem-estar são referências habituais. Madeira oferece diversos complexos balneários e acesso ao mar com boas condições para a recreação náutica e o mergulho.

Madeira é a maior das ilhas, com uma população de cerca de 300 mil habitantes. A ilha de Porto Santo, 40 km a nordeste de Madeira, é a segunda em superfície.

Existem dois grupos de ilhas desabitadas que são muito menores, as ilhas Selvagens, 280 km ao sul de Madeira, e as ilhas Desertas, 25 km a sudeste de Funchal.

Funchal, a capital de Madeira, está na costa sul da ilha. Ali, podemos encontrar hotéis, resorts e pousadas de todos os tipos e para todos os bolsos. Além disso, a partir desta cidade é possível organizar passeios pelas diferentes ilhas do arquipélago. Outras cidades importantes são, além de Funchal, Porto Santo, Machico, Câmara de Lobos, Santa Cruz e Santana.

A ilha de Porto Santo em particular é o lugar ideal para fugir do estresse e relaxar com um programa de talassoterapia, ou então algumas partidas de golfe. Em pleno Oceano Atlântico, com 11 km de comprimento e 6 km de largura, o local é há tempos conhecidos como a ilha dourada devido a sua extensa e fantástica praia de 9 km de areia fina e sedosa, banhada por águas de cor azul turquesa.

As festas celebradas durante o ano são oportunidades para desfrutar os sabores tradicionais da gastronomia, e também para conhecer o clima festivo da cidade. Dentre as principais festividades estão os desfiles de carnaval, a festa da flor, o festival atlântico e os fogos de artifício no final do ano.

Sua posição geográfica e sua topografia montanhosa favorecem o predomínio de temperaturas suaves e agradáveis, apresentando clima subtropical. Dentre os pratos típicos estão: o peixe de sabre, a sopa de tomate e cebola, a caldeirada, o bife de atum e milho frito, a carne em vinha d’alho, o bolo de mel e, para acompanhar as refeições, o bolo do caco (pão de trigo cozido sobre uma placa de ferro, untada com manteiga de alho e salsa). A ilha também é um paraíso para os amantes de vinhos e licores.

Definitivamente um lugar para se isolar do mundo, docemente perdido na imensidão do Atlântico...

 

Rafael Paniagua



Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa afiliados Área do parceiro Publicidade Imprensa Contato RSS